Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pipinha Blog

Sab | 07.01.17

A chave é sonhar

15338736_1284236454971080_2950733839975927083_n.jp

 

Vocês ao lerem este post devem pensar "Mas mais um texto?!"... Pois é, este livro que ando a ler, Prometo Perder do Pedro Chagas Freitas, está a fazer com que queira partilhar com vocês aqui no blog alguns excertos do livro.

Estou a adorar, é um livro que aconselho, e como algumas pessoas disseram que querem ler o livro, mato um pouco mais a vossa curiosidade.

 

"A chave é sonhar.

E cagar nos profetas da impossibilidade. Naqueles que dizem "sim,mas", naqueles que dizem "não é possível", naqueles que dizem "não vamos ser capazes", naqueles que antes de dar um passo têm de saber o que vão pisar. Coitados. Não sabem que só o que é surpresa nos surpreende, e só o que nos surpreende nos mantém vivos.

A chave é sonhar.

E escolher para estar contigo quem saiba sonhar contigo. Quem não te corte as asas pela raiz. Quem não te impeça o voo antes de haver pelo menos uma tentativa de voar. Quem não te feche uma entrada que ainda nem sequer tentaste abrir.

A chave é sonhar.

E trabalhar. Trabalhar. Sempre trabalhar. Trabalhar para esse sonho. Trabalhar para todos os sonhos. E ir à procura do que ninguém tem- pois se alguém tivesse já não poderia ser o teu sonho, o teu tão especial sonho. E chegar onde ninguém chegou, tocar onde ninguém tocou, arriscar o que ninguém arriscou- pois se alguém já tivesse chegado, tocado ou arriscado já não seria a tua chegada, o teu toque, o teu risco. Trabalhar. Sempre trabalhar.

A chave é sonhar.

E ter medo. Ter muito medo. Ter sempre medo de que desta vez seja de vez, de que desta vez não dê. E continuar a tentar que dê. A ir por um lado, depois por outro, depois pelo meio, até que por vezes tens mesmo de ir por um lado que ainda não existe, por uma porta que tu vais ter de inventar, por uma direcção que tu vais ter de encontrar. Ter medo. Sempre medo. Orgulhosamente medo. E continuar.

A chave é sonhar.

E ir até ao fim dos dias assim. Nem que haja uma doença, nem que haja uma perda, nem que haja uma ausência, nem que haja uma dor, nem que haja uma precisão, nem que o emprego acabe, nem que o dinheiro se vá, nem que a fé se evapore. Sonhar. Sempre sonhar. E o pobre sonha como sonha o milionário, e o doente sonha como sonha o saudável, e o que precisa sonha como sonha o que tudo tem e que mesmo assim de tudo precisa. Sonhar. Sempre sonhar. Com a cura para a doença, com o abraço final, com a verdade total, e até com a casa perfeita no lugar perfeito com a companhia perfeita. Sonhar. Sempre sonhar.

A chave é sonhar.

E começar. Começar todos os dias. Como se fosse a primeira vez. E porque é mesmo a primeira vez. Começar. O projecto, a relação, a ideia, o caminho, a aprendizagem. Começar. Sempre começar.

A chave é sonhar.

E ter coragem. Ter a puta da coragem de ir contra o que assusta. Ter a puta da coragem de ir contra o que toda a gente pensa que é o mais certo. Ter a puta da coragem de não abdicar do que vês, de não tapares o que olhas, de não eliminares o que queres. Ter coragem. Sempre coragem. A absoluta coragem.

A chave é sonhar. Sempre sonhar.

E amar.

Vem. Quero sonhar contigo para sempre."

 

- Pedro Chagas Freitas em Prometo Perder

 

 

Eu adorei este texto, acho que está fantástico ! Não devemos desistir por nada dos nossos sonhos.

Gostaram?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.